Ensaios sensuais + fotografia de casamento

6 de Setembro de 2011 § 2 comentários

Elas são lindas, irmãs (não gêmeas, como muitos pensam) e fotógrafas. Têm talento de sobra e vem conquistando cada vez mais espaço. Não à toa, diga-se. No post de hoje, Giovanna e Geórgia participam do Casa Casar Entrevista. As moças, donas do Ateliê fotográfico que leva o nome delas, contam como começaram na profissão e falam ainda sobre ensaios sensuais e fotografia de casamento. No decorrer do post, vocês conferem cliques lindíssimos feitos por elas. Enjoy:

Geórgia e Giovanna

Como, quando e por que a fotografia despertou a curiosidade de vocês?

A fotografia sempre foi uma linguagem comum na nossa casa, somos netas de fotógrafa, filha de fotógrafo e sobrinhas de fotógrafos. Não sabemos dizer em que ponto essa curiosidade pela fotografia surgiu porque ela sempre esteve. Crescemos dentro de um estúdio, acompanhando o trabalho que o nosso pai fazia. Nas férias a gente viajava para os interiores do RN, conhecendo paisagens novas e fotografando também.

Vocês têm formação acadêmica em áreas diferentes. Pretendem conciliar o estúdio com outra profissão em um futuro próximo?

Giovanna não, fica na fotografia mesmo. Geórgia ainda está esperando pra ver de que maneira isso pode acontecer. Psicologia é, em estrutura, bem diferente de fotografia, mas são duas áreas bem abertas e que podem, sim, se conciliar de alguma maneira.

Atualmente a gama de trabalho que vocês produzem é super diversificada. Publicidade, ensaios sensuais, fotos que retratam a natureza, etc. Entre estes estilos, qual ou quais são os seus preferidos?

Gostamos dos retratos das pessoas comuns, esses não modelos que podem ser um homem do campo, uma moça que passa na rua… A moda também é interessante por ser um espaço livre para a criatividade, onde é possível escapar da realidade, trabalhar com grandes produções.

Como vocês consumam se inspirar?

Muita pesquisa. E essas inspirações e referências a gente acha em tudo, no cinema, na literatura, na música…

Quais são os fotógrafos que vocês têm como referência?

Giovanni Sérgio [fotógrafo de grande talento e pai das moças], Walter Firmo, Cartier Bresson, Flor-Garduño, Fracesca Woodman, Helmut Newton…


Vocês já trabalham ou pretendem trabalhar com fotos para casamento e outros eventos?

Não (risos). Gostamos muito, nossa tia faz esse tipo de trabalho e admiramos muito, mas no evento é preciso ser rápida, não se pode perder um momento. Gostamos dos ensaios mais lentos, de parar e fazer a foto.

Na opinião de vocês as fotos de casamento têm outra cara hoje em dia ou tudo continua como nos casamentos dos nossos avós?

O princípio do ritual é o mesmo, essa coisa de celebrar a união, reunir familiares e amigos… A tradição segue, mas alguns aspectos vão se modernizando, alguns já casam na praia, em quadrilha junina, de vestido curto. A fotografia acompanha essas mudanças, as pessoas já querem as fotos mais “espontâneas”, mas ainda não dispensam os retratos tradicionais.


O que vocês consideram bacana e o que consideram cafona na fotografia de casamento?

O ritual em si é cafona! rsrsrs mas ao mesmo tempo é bacana pela celebração da união, dos amigos reunidos.

Antes os ensaios sensuais se restringiam aos editoriais de revistas, em sua maioria masculina. Agora o cenário outro. Mulheres ‘comuns’ descobriram que podem ousar em frente às câmeras. O que mudou?

A gente vive uma democratização da fotografia. A fotografia digital é acessível, você vê o resultado na tela, instantâneo, não depende da revelação ou do risco de perder o filme. Pessoas que não são fotógrafos têm bons equipamentos, até os celulares possuem câmeras! As pessoas não dependem de um profissional para os registros da família. Essas meninas se fotografam bastante, são familiarizadas com essa coisa de ser modelo. Elas apenas saem do auto-retrato e procuram os ensaios profissionais, bem produzidos.

É possível definir o perfil das mulheres que vem procurando este serviço?

Os perfis são variados. Temos aquelas clientes que saíram da adolescência e procuram ensaios mais ousados, as mulheres de meia idade que vão se redescobrindo, se olhando de outra maneira, encontrando uma forma de sensualidade diferente da de quando eram mais jovens e resolvem fotografar. Tem as que presenteiam os maridos, as que se presenteiam…


Em média, quanto custa um ensaio sensual?

A partir de 500 reais você leva o seu.

Além dos ensaios sensuais o Trash The Dress anda super em alta no Brasil. Quais locações vocês recomendam para este tipo de ensaio?

Se a idéia é “sujar o vestido”, o ideal é ir para um cenário que contraste com essa delicadeza, com o limpo absoluto e impecável. Locações interessantes seriam praia, bosque, ruínas, fazenda…

Quais as diferenças entre as fotos do Trash e do casório?

No casório o que interessa é a elegância, família, cerimônia, os arranjos, a pompa da festa. O trash possibilita um ensaio solto, com o casal relaxado, não tem mãe-avó-primos-bolo para as fotos. É um espaço apenas para os dois.

O ateliê fotográfico Giovanna e Geórgia fica em Natal-RN. Além dos ensaios sensuais, as meninas também fazem cliques para gestantes, publicidade, moda e eventos. Para conferir mais trabalhos e ficar a par das novidades acompanhem o site das moças, que é lindo, lindo e vale o clique.

Tagged: , , , , , , , , , , , , ,

§ 2 Responses to Ensaios sensuais + fotografia de casamento

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

What’s this?

You are currently reading Ensaios sensuais + fotografia de casamento at Casa Casar.

meta

%d bloggers like this: